Projeto que autoriza transferência para prisões de segurança máxima de presos que cometerem crime hediondo contra policiais aguarda análise da CCJ

Carlos Vítolo

Jornalista/Assessor de Imprensa em AASPESP
® © (Direitos reservados. A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura do jornalista/assessor e da AASPESP, mediante penas da lei.)
Carlos Vítolo

A Comissão de Segurança Pública da Câmara aprovou proposta que autoriza a Justiça a transferir para prisões federais de segurança máxima presos que tenham coordenado crimes cometidos fora da cadeia. Também poderão ser transferidos para esses presídios os presos que cometerem crime hediondo contra profissionais de segurança pública, como policiais (PL 6613/16).

O projeto é de autoria do deputado Rômulo Gouveia (PSD-PB) e recebeu parecer favorável do relator, deputado Aluisio Mendes (Pode-MA), em uma versão mais ampla do que o projeto original. Mendes elogia a proposta.

“De suma importância, temos um aumento absurdo de profissionais de segurança pública mortos nos últimos anos. Ele aumentou mais de que 100%, são 60 mil homicídios por ano. Temos que tomar uma providência drástica. Esse criminoso ameaça a sociedade e a única maneira de intimidar é com sanções duras.”

O projeto que autoriza a Justiça a transferir para prisões federais de segurança máxima presos que tenham coordenado crimes cometidos fora da penitenciária ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça.


Fonte: Agência Câmara

 

Categorias